Palavras ao Vento

ano VIII ...entre os catetos da hipotenusa e os versos do soneto...

Laços de afeto

Publicado por Cristiano Nadai under on terça-feira, novembro 11, 2008

Quem questionaria o fato de que ter uma família (bem estruturada) é essencial para o nosso desenvolvimento enquanto humanos?

Obs.: Não entenda a minha "família estruturada" como necessariamente marido + mulher, bem financeiramente ou uma relação hetero; mas sim como um lar onde não falte atenção, carinho, amor, compreensão, entre outros ingredientes essenciais e que não seja apenas um mar de brigas. Voltando...

Muito mais forte do que os laços genéticos são os laços afetivos!

Para se adotar, primeiramente tem que estar de braços abertos e pronto para acolher outra pessoa em seu convívio diário e vivenciar as novas experiências vindas  desta relação. É um ato de liberdade, amor, de humanidade; e infelizmente poucos estão em condiçõe$ e dispostos para isso.

Além de toda a magia de ser pai, ao adotar uma criança está se proporcionando a este pequeno humano a chance de ter um lar, de sentir o que é ter um lugar no mundo.

Sem grandes exageros, ao acolhê-lo está se contribuindo para dias melhores, pois esse frágil ser estará sendo liberto da quase condenação de crescer (e viver) a margem da sociedade. Tendo uma vida com melhor estrutura e maiores possibilidades, diminuem amplamente as chances de que o seu caminho venha a se cruzar com a trilha dos crimes, violência ou das drogas. Resumindo, está se alterando o que alguns chamariam de destino desta criança.

E também existe um detalhe bacana que pode contribuir e muito para uma melhor harmonia nas famílias unidas por afeto e não por sangue: ser um pai adotivo é uma questão de escolha, então não existe aquela história de ser um acidente, um deslize, ter sido indesejado, filho fora do casamento, etc... rs

blogagem_adocao Este post faz parte da blogagem coletiva "Adoção, um ato de nobreza" promovida pela Georgia e pelo Dácio. A campanha se estenderá do dia 10 até o dia 15 de novembro, então se você quiser participar ainda está em tempo, confirme no Blog Blogagem ou com o Dácio a sua contribuição :)

Em off - Queria ter escrito O artigo, ter postado à uma da manhã na segunda-feira, mas... Talvez, eu ainda marque presença novamente até o fim do segundo tempo.... Um abraço!

UPDATE (15/11) - Já postaram: Dácio ; Miguel ; Georgia ; Yvonne ; Grace ; Lulu ; Beth/Lilás ; Sérgio ;Tatiana ; Beti Timm ; Du ; Christi Xavier ; Adao Braga ; Ronaldo ; Edu ; Clarisse ; Patty ; Jorge C Reis; Roseli ; Adélia Thereza ; Andréa Motta ; Ceci ; Lou ; Fábio Mayer ; Cejunior ; Sahr Rubia ; Denise BC ; Lino ; Jens ; Luma ; Zeca ; Marlene Mora ; Renata ; Kall ; Talma ; Talma 2 ; Loba ; Milouska ; Nadja ; Xandih ; DD^^ ; Maria Augusta ; Paulo ; Adelaide Amorim ; Iza ; Célia Malmqvist ; Sonia Horn ; Joana ; Bete ; Soninha ; Meire ; Xico Lopes ; Vilma ; Cris Santos ; Nanda ; Isabel Cristina ; Ana Lúcia ; Bia Mendonca ; Cidao ; Cris ; Célia Rodrigues ; Fátima Queiroz ; Ro Costa ; Vivi Bastos ; Regina C ; Adriana ; Maristella ; Cris Penaforte ; Nina ; Aninha ; Valéria Kurak ; Alê ; Vilma2 ; Georgia2 ; Roseli Venâncio ; Loba2 ; Loba3 ; Loba4; Talma ; Rosane ; Alice ; Serena ; JR ; Veridiana Serpa ; Robson Ribeiro ; Rosa ; Al Kantara ; GuGa ; Adelino ; Ana Lúcia ; Semíramis ; S. Alencar ; Marcos Santos ; Gi ; Adri ; Roberta.rj ; Rafi ; Paula ; Regina C ; Vanessa ; Anny ; Ana Lúcia ; Roberta.rj2 ; Juca ; Allan ; Mirella ; R. Coeli ; Jota Effe Esse ; Georgia4 ; N@n@ ; Georgia 5 ; Cristiane Fetter ; Cybele Meyer ; Elena Fletcher ; Márcia Freddy ; Margaret ; Zabelinha ; Guilherme ; Lunna ; Joana ; Nina ; Elvira ; Célia M ; Simone de Lima ; Moura ; Sam Shiraishi ; Dalva ; Tatah ; Herbert ; André L. Soares ; Rita Costa ; Flavio Vieira ; Luiz ; Mary ; Nangba ; Sueli ; Tamara ; Vitória ; Ery Roberto ; Ronald ; Claudya ; Majoli ; Susi ; Shamatar ; Cilene Bonfim ; Cam ; Nadja Saori ;

Conforme a georgia for atualizando a lista, eu coloco os links em dia por aqui, e se alguem ficou de fora, se manifeste :D

23 deixaram suas marcas:

Tyellë disse... @ 11 de novembro de 2008 09:40

Bom dia Cris

Infelizmente umas das coisas que entristece essa humanidade é o fato de 'ainda' muitas pessoas não teram a consciencia do que significa uma familia.
Ser Pai ou Mãe não é apenas gerar um filho, não é apenas um ato sexual, é um laço de afeto, carinho, harmonia... e muitas crianças que sonham com isso, foram geradas apenas pelo sexo e jogadas no lixo (muitas vezes até o caso de serem mortas por essas pessoas frias e hipócritas).
É muito triste entrar nessa questão, eu me sinto fraca só de imaginar o que passam esses anjinhos que não pediram para vir ao mundo...
E de pensar que muitas tem familia, são bajuladas e não valorizam isso...

Bom cris, se eu for ficar aki o assunto prolonga, mas aminha opnião é que vivemos em um mundo de monstros, que poucos são aqueles que valorizam o AMOR e a FAMÍLIA...e que caminham com os dois.

bjos no coração tenha uma ótima semana...

xandih disse... @ 11 de novembro de 2008 10:33

Cris

Realmente você tem razão em dizer que, mais importante que os laços genéticos, são os laços afetivos.
O mundo está cheio de pessoas indelicadas, pessoas que brigam com o garçom, que chingam o manobrista e que tocam o carro em cima da velhinha atravessando a faixa.
Família ainda deveria ser o conceito mais importante para as pessoas, mas...

Excelente post.
Parabéns!

Georgia disse... @ 11 de novembro de 2008 11:26

Cris, você tem toda a razao e o seu post foi claro, objetivo e muito direto.
Quando você diz que:

"Muito mais forte do que os laços genéticos são os laços afetivos!"

Nossa, fiquei arrepiada porque é isso mesmo.

As famílias no mundo precisam se reestruturar. Nao estou dizendo todas, gracas a Deus, mas muitas delas precisam rever seus valores e comecar de novo.

Obrigada pela participacao e se você postar novamente sobre o assunto me avise que venho correndo te ler.

Abracos

Karolina disse... @ 11 de novembro de 2008 11:26

os laços afetivos são a coisa mais importante q existe. Tem muito amigo q é mais pai do q pai do indivíduo. Muita amiga q se preocupa mais com o amigo do q a própria mãe.

Todo mundo merece um lugarzinho nesse mundo. Quem tem condição de proporcionar(adotar)isso deve fazer, correr pro abraço =)

Lorena Portela disse... @ 11 de novembro de 2008 17:49

eu sou mega-hiper a favor da adoção e de laços afetivos.

;**

Mary West disse... @ 11 de novembro de 2008 18:16

Tem pessoas que simplesmente podemos escolher p/ a nossa familia. Isso é realmente muito belo.

Iza disse... @ 11 de novembro de 2008 21:33

Cris! Concordo com tudo que dissestes. É a parte afetiva que importa. Uma vez querendo ser pai ou mãe será. Para mim importa mais a parte psicologica do que a biológica.
Beijos!

luzdeluma disse... @ 11 de novembro de 2008 22:05

Cris, adotar tem que ser ato pensado, por isso, até concordo em não ser rápido o processo de adoção. Muitas pessoas desistem no meio do caminho, não pela burocracia, mas porque enxergam que para assumir a vida de uma pessoinha é necessária muita responsabilidade. Sem deslizes! ;) Beijus

bat_trash disse... @ 12 de novembro de 2008 03:21

O assunto é delicado além do que, por essência, deveria ser. Os preconceitos, as dificuldades sociais, jurídicas e os mitos em torno da adoção podem afastar pais e mães em potencial até mesmo de procurar informações.
Por que sera que os famosos e ricos rapidamente tratam da adoção de uma criança, e para um cidadão normal é lhe exigido tantos papeis alem de levar anos sem fim?! será que só eles têm amor para dar a uma criança deixada num “lar”?

Bat Kiss.

Espaço Mensaleiro disse... @ 12 de novembro de 2008 05:16

Muito obrigada.

Você sabe receber...

Um beijão!

Eliana Alves
http://espacomensaleiro.blogspot.com

Nina disse... @ 12 de novembro de 2008 10:03

Ser pais adotivos, eu imagino, é bem como vc mencionou. é dar amor pra quem o seu coracao escolheu. nao tenho experiencia nisso, tenho dois filhos legitimos,mas as histórias que vejo, qd uma crianca olha os pais chegando e os pais olham a crianca, no primeiro encontro, e já existe uma relacao de afeto assim, de primeiro amor, é tudo mt bonito, e verdadeiro.
crianca adotada é gerada no coracao mesmo...

um abraco!

Cris disse... @ 12 de novembro de 2008 16:07

Acho esse assunto um dos mais urgentes e de suma importância, Cris. E por conta desses valores é que eu espero sinceramente que as autoridades desse nosso Pais tão abençoado valorizem mais a carência e o abandono que assolam as nossas crianças do que a constituição ou as normas desse tão falho Estatudo da Criança e do Adolescente, cedendo mais e restringindo menos. Tenho um irmão adotivo que tem hoje 24 anos e é na íntegra, um homem de bem e isso é uma das maiores provas de amor e de cumplicidade que eu conheço. Um beijo, meu querido. Achei à sua abordagem sobre esse assunto, importantíssima. Parabéns!

dácio jaegger & Georgia disse... @ 12 de novembro de 2008 17:16

A complicação na adoção é tão grande que todos já sabemos que ainda hoje no Brasil mais ou menos a metade da adoções são à maneira brasileira. Parece que desta forma a situação é melhor(?!)para adotantes e adotados.
Age-se assim por que a tutela do Estado é exigente e fria, cautelosa... No meio jurídico sabe-se da tremenda necessidade de além do amor exigir-se responsabilidade, como vc trouxe à baila com muita propriedade. Um enfoque pertinente. Muito obrigado pela ajuda importante para o sucesso da blogagem. Um abraço

Gerly disse... @ 13 de novembro de 2008 02:27

A Adoção é um dos maiores atos de amor, visto que Deus nos adotou por intermédio de seu Filho, de modo que agora já não somos criaturas dEle, mas filhos e herdeiros.

Isso não é loucura! É o amor de Deus!

Se imitarmos o Pai, chegamos lá.

Bjokas!

:o)

Cris Santos disse... @ 13 de novembro de 2008 16:45

O tempo continua firme em sua antipatia por mim, mas [promessa] até sabado respondo os comentários :)
Um abraço!

Si disse... @ 13 de novembro de 2008 21:30

muito bom o post. alguns sujeitinhos deveriam ler e ver o que essas crianças passam. falo de experiencia pq trabalhei num abrigo. e o pior se eu quisesse adotar alguma daquelas crianças teria uma briga danada pela frente...enfim é mais facil, na mentalidade desses camaradas fechar os olhos.
me irrita profundamente ainda ver alguem na TV dizer...salve nossas criancinhas..afee
bjsssss

Fábio Mayer disse... @ 14 de novembro de 2008 12:45

Muita gente diz que blogagem coletiva não tem importância, porque não gera efeitos práticos.

Eu discordo, especialmente com o que representa ESTA blogagem sobre a adoção.

Isso porque, o grande efeito desta blogagem é fazer com que uma pessoa que esteja pensando em adotar, tenha subsídios para decidir pelo sim ou pelo não, em razão do fato de que os muitos post sobre ela, mostram as várias faces da questão.

alana disse... @ 14 de novembro de 2008 16:04

(Quanto tempo faz que não passo por aqui! Na verdade, eu nem sei como achou o meu blog! De qualquer maneira...)

eu sempre gosto de ler o que escreve! :)
e sou totalmente a favor da adoção. Achei muito belo, falar sobre esses assuntos...
beijo

Oogie Boogie disse... @ 14 de novembro de 2008 16:48

Hey meu querido. Nossa, faz um tempo q eu não passo aqui, final d semestre é osso vio.

Bom, gostei muito do texto, bacana mesmo.
Sabe doq ue mais, o natal esta ai, espero que estejamos todos prontos para um grande onda afetiva, nesse mês todo mundo fica mais sensivel, e principalmente aquels que vc nunca pensou em dar um abraço.

Espaço Mensaleiro disse... @ 16 de novembro de 2008 07:07

Gato,

muito obrigada!

É muito gentil.

Abraços
Eliana

Polêmica disse... @ 18 de novembro de 2008 15:55

O que forma uma família são exatamente os laços de afeto. Tanto é que um grupo de amigos criam laços afetivos tão fortes que eles chegam à dizer que eles formam uma família. Pelo que dizem, adotar é um processo demorado mas, levando em conta o tempo que uma mulher gasta fazendo tratamentos para engravidar e muitas vezes ela nem consegue engravidar, daria para ela estar tentando adotar uma criança. Eu sou super a favor da adoção pois, tem muitas crianças precisando de uma família.

Beijos!

Georgia Aegerter disse... @ 21 de novembro de 2008 17:44

Puxa, que legal a lista atualizada por aqui. Valeu.

Oi, estou vindo aqui te avisar que os posts sobre a blogagem coletiva estao todos em um único blog para faciliatr que deseja lê-lo.

O seu também está lá.

Entao, dá uma passadinha por lá vê se está tudo bem prá você como tudo ficou por lá com o seu post.

Aqui o link do blog: http://blog-blogagem.blogspot.com/

Te desejo um ótimo final de semana.

Abracos do Dácio e da Georgia

Anônimo disse... @ 9 de abril de 2013 00:34

Aside from that, you can also save our Mother Earth from the destruction of global warming.

For the LED light, there are mainly 3 kinds of white colors - warm white,
natural white and cool white. The LED light provides more light and
less energy use.

my weblog - LED Tischeleuchten

Postar um comentário

...entre os catetos da hipotenusa e os versos do soneto...

Não limpe os pés antes de entrar...
Tire os sapatos e sinta-se a vontade!
A casa é sua, só peço um pouco de educação e que não venha simplesmente colar uma plaquinha com o seu endereço... No mais, liberdade de expressão é tudo oque há!
Obrigado pela visita e volte sempre, Será bem vindo :)
- Obs: favor deixar algum link (vale facebook, twitter...) ou email em que eu possa responder
- Obs 2: Se preferir, utilize o formulário para contato

 

Palavras ao Vento!

Versos, prosa e erros ortográficos, tudo em conflito!
Verbos se tornam pronomes e do adjetivo se faz um ser... Sob a brisa da madrugada, marés de ideias se colidem e formam Palavras (ao Vento). Se o resultado é bom ou não, só você pode dizer...

:banners:

Protected by Copyscape Duplicate Content Software

Socialize:

Add to Technorati Favorites Arts & Entertainment Blogs - Blog Catalog Blog Directory

Comentando..

Dose diária de poesia?