Palavras ao Vento

ano VIII ...entre os catetos da hipotenusa e os versos do soneto...

Imigrantes

Publicado por Cristiano Nadai under on terça-feira, julho 01, 2008
Surfei por mares que Colombo jamais planejou
Entre bytes, átomos e dna
Me refiz, clone de mim mesmo
Moderno e só
Sob o rotulo da cidade grande

Que abraça a todos
E nos separa em lares
Bares, clubes e avenidas
E como as idas são frias
E tantas vezes sem volta

Queria os seus lábios agora
A me calarem e a selar essa dor
De quem apostou a sua sorte
Nas promessas do gigante de cimento
Que um dia sonhei serem reais

E a solta nesse mundo, estranho e cruel
Aprendo que aqui na selva de pedras
É mais amargo o fel
E um sorriso, sabor de ferrugem ao tempo
Se desfaz em tons de amarelo
E se ofusca com o adeus aos sentimentos

4 deixaram suas marcas:

Júnior Creed disse... @ 3 de julho de 2008 11:07

Olha, Cris, a blogosfera pode até não ter explodido na sua ausência [sim, eu li posts que perdi ] porém, ela perde mto sem suas palavras. essa sua poesia é densa [ e eu to ouvindo Antony and the johsons nesse exato momento . densa porém sem perder o que é sua característica: essa ânsia de amar, esse desejo latente, essa coisa louca de amar, e quem ama é louco, e não existe ngem sem loucura. um abraço, moço.

Jéssica V. Amâncio disse... @ 4 de julho de 2008 00:06

muito bom.
quem disse que não da pra fazer poesia falando de fatos concretos dessa triste realidade que é a nossa?!

biazinha disse... @ 5 de julho de 2008 04:28

A ânsia, os nervos, o relógio e a solidão. Somos o avesso dessa agonia em que vivemos e trocamos dor.
Adorei o poema, está bem segunda geração do Romantismo numa prisma neo-moderno.
Sumiu, hein Cris!
Beijos.

Tyellë disse... @ 5 de julho de 2008 23:04

que lindo, magnífico
tenha um ótimo domingo !!!

Postar um comentário

...entre os catetos da hipotenusa e os versos do soneto...

Não limpe os pés antes de entrar...
Tire os sapatos e sinta-se a vontade!
A casa é sua, só peço um pouco de educação e que não venha simplesmente colar uma plaquinha com o seu endereço... No mais, liberdade de expressão é tudo oque há!
Obrigado pela visita e volte sempre, Será bem vindo :)
- Obs: favor deixar algum link (vale facebook, twitter...) ou email em que eu possa responder
- Obs 2: Se preferir, utilize o formulário para contato

 

Palavras ao Vento!

Versos, prosa e erros ortográficos, tudo em conflito!
Verbos se tornam pronomes e do adjetivo se faz um ser... Sob a brisa da madrugada, marés de ideias se colidem e formam Palavras (ao Vento). Se o resultado é bom ou não, só você pode dizer...

:banners:

Protected by Copyscape Duplicate Content Software

Socialize:

Add to Technorati Favorites Arts & Entertainment Blogs - Blog Catalog Blog Directory

Comentando..

Dose diária de poesia?