Palavras ao Vento

ano VIII ...entre os catetos da hipotenusa e os versos do soneto...

Leve brisa

Publicado por Cristiano Nadai under on sexta-feira, janeiro 23, 2009
brisaAs pétalas se foram com o inverno
nada veio nos dizer adeus
talvez nem fosse preciso
Sou tão indeciso…
heis a única certeza que tenho!
Noite e chuva, talvez monstros no armário
não é isso o que me assusta
Não são os mortos que causam medo,
quem me assombram são os vivos
e a sua não presença...
A sua ausência esta me matando
aos poucos, como um veneno
ou asfixia, mas suave e doce,
primeiro morre o meu coração
e o resto vai, leve brisa da noite

Devidos créditos>>> Imagem original: "Brisa..." autoria de Void25
 
Em off: Na falta de algo novo, voltamos ao bom e velho replay, texto já postado em 14 de dezembro de 2007.  Um viva aos postssauros! Salva-vidas nos dias em que a (já rara) criatividade resolve viajar sem datas, sem escalas e sem ao menos deixar meios para contato :D

16 deixaram suas marcas:

bat_trash disse... @ 24 de janeiro de 2009 21:59

O poema é belissímo. Existe essa dor intrínseca que nada do que façamos irá dissipá-la. ela vem da alma, da ânsia de viver, e acima de tudo de nos entendermos perante a vida. Não podemos evitar dores e tristezas, mas podemos estar atentos e fortes para o que der e vier.
Muitos descaradamente eu te confesso que a preguiça e fata de inspiraçao tem sido uma constante neste mês de Janeiro.
Beijão.

Bia e Luca disse... @ 25 de janeiro de 2009 00:51

Entendo de ausências. Parece mesmo que mata aos poucos, numa cadencia de tortura. Mas, às vezes, é o que proporciona nosso renascimento. Abração! Bia

Bia e Luca disse... @ 25 de janeiro de 2009 00:51
Este comentário foi removido pelo autor.
Luciana disse... @ 25 de janeiro de 2009 13:42

Ei,tem selinho pra vc lá no meu cantinho rs
Bjos

Mary West disse... @ 25 de janeiro de 2009 20:19

Minha vida ultimamente é ausencia mais ausencia. Achu que até eu pretendo me ausentar dela.

Georgia disse... @ 27 de janeiro de 2009 07:53

Concordo que sao dos vivos que devemos temer.

Bom dia!!!

Joana disse... @ 27 de janeiro de 2009 12:29

Oi

Muitas vezes, os "mortos" estão mais próximos de nós do que os chamados "vivos", pois é o Amor que constitui a energia de atracção.

Tudo de Bom

Joana

Sobre opiniões disse... @ 28 de janeiro de 2009 19:28

ANo Novo mta coisa pra acontecer, certamente inspiração virá;;;;


Adorei até agora

Bjosssssssssssss

Si disse... @ 28 de janeiro de 2009 22:51

ausencia...o coisinha amarga!!!
bjss

Gerly disse... @ 29 de janeiro de 2009 16:07

Gostei mesmo foi do "postssauro". E isso não é criatividade? rs..

Beijokas!

:o)

Nade disse... @ 31 de janeiro de 2009 07:32

Amada, estou saindo de férias e ficarei um pouco ausente da blogosfera... Claro que tentarei estar presente, mas não será com a mesma frequencia. Por isso, fiz um selinho pra que não esqueçam de mim... ;) É um presente, não tem nada de repasse obrigatório ou algo do gênero, ok! Repassa, se quiser... Está lá no meu blog. Pega ele pra você!
Fique com Deus e que tenha muita paz no coração!
Prometo que terei muitas novidades para dividir!!!
Um beijão!

Karolina disse... @ 31 de janeiro de 2009 11:36

oi cris!
passando pra fazer uma visita
por onde andas, hein?!
;)

meus instantes e momentos disse... @ 1 de fevereiro de 2009 12:38

muito bom teu blog, gostei daqui.
Maurizio

Oogie Boogie disse... @ 2 de fevereiro de 2009 16:36

Grande Cris.
Sempre com belas palavras...
Só para constar, meu coração ja foi... to sentindo o resto ir aos poucos.. aiai...

Boa semana ;)

isa. disse... @ 11 de fevereiro de 2009 20:29

olá! como está?
me desculpa a demora, mas eu só fui lembrar que tinha um blog esses dias!

pois é, é raro irmãos se darem bem. eu e meu irmão até que nos damos, mas nada de muito carinho, haha. mas já eu e minha irmã nos damos bem sempre, aliás, ela é minha melhor-amiga-irmã! :D

mas então, achei muito bonito o seu poema!

e obrigada! eu também gostei muito do seu blog e do seu comentário. (:
beeeijos!

Lua Muller disse... @ 8 de maio de 2009 16:23

Olá... Belíssimo texto... A maldita incerteza... aquela que corrói, mas também aquela que te faz pensar, te faz planejat, te faz ir além.... Quanto ao vazio? Gosto dele, pois é ali que percebo o quão importante as pessoas são para mim e o quanto me sinto bem perto delas... No mais, é tudo a eterna sina de viver... um dia depois do outro, e mais um, e mais um...

Se quiser aparecer de vez em quando, sinta-se a vontade!
luamuller.blogspot.com

Postar um comentário

...entre os catetos da hipotenusa e os versos do soneto...

Não limpe os pés antes de entrar...
Tire os sapatos e sinta-se a vontade!
A casa é sua, só peço um pouco de educação e que não venha simplesmente colar uma plaquinha com o seu endereço... No mais, liberdade de expressão é tudo oque há!
Obrigado pela visita e volte sempre, Será bem vindo :)
- Obs: favor deixar algum link (vale facebook, twitter...) ou email em que eu possa responder
- Obs 2: Se preferir, utilize o formulário para contato

 

Palavras ao Vento!

Versos, prosa e erros ortográficos, tudo em conflito!
Verbos se tornam pronomes e do adjetivo se faz um ser... Sob a brisa da madrugada, marés de ideias se colidem e formam Palavras (ao Vento). Se o resultado é bom ou não, só você pode dizer...

:banners:

Protected by Copyscape Duplicate Content Software

Socialize:

Add to Technorati Favorites Arts & Entertainment Blogs - Blog Catalog Blog Directory

Comentando..

Dose diária de poesia?