Palavras ao Vento

ano VIII ...entre os catetos da hipotenusa e os versos do soneto...

Chuva de Fuligem

Publicado por Cristiano Nadai under on quinta-feira, janeiro 08, 2009

images22b

Enquanto chove champanhe
rojões rabiscam e ferem o céu
e pessoas de branco crêem de novo na vida
Eu só consigo enxergar a fuligem
meu olhos só  percebem a dor
e piscam para a minha solidão

Por que tudo parece mais fácil para os outros?
E não é! Sei que estou revivendo
velhos fantasmas que nem querem mais viver
Passou a hora de permitir que eles
tenham o tão merecido descanso

Não ligo mais para o que passou
Pois tudo o que é passado
queimou até a sua chama se extinguir
não vamos mais nos gerar calor ou luz
apenas ressaltar essa escuridão

Tem horas que a melhor opção
é deixar o quebra cabeça como está
jogado num canto da sala
as peças ficam melhor fora do lugar
do que tentar montar uma figura
que já não combina, não tem sentido mais

Chega de perder tempo
Basta de sangrar a vida
tivemos uma chance e não soubemos aproveitar
agora somos só mais uma promessa,
esquecida na madrugada
Só mais um sonho de amor,
enterrado nas areias do passado

Em off: Quase poema escrito com quatro mãos, em parceria com a minha amiga Kiara - link do orkut ;)

19 deixaram suas marcas:

bat_trash disse... @ 8 de janeiro de 2009 15:46

A virada do ano ,na verdade, é um ritual de renovação da esperança. No fundo, todos sabemos que uma simples passagem de um ano para o outro não vai acarretar mudança alguma, pois os problemas vão políticos, sociais e até pessoais não se dissipam com um simples ritual, mas o que vale disso tudo é renovar a esperança e ter fé, pois como disse Gil: Andar com fé eu vou que a fé não costuma falhar.

Beijos.

kami disse... @ 9 de janeiro de 2009 20:04

Lindo poema...
Entre tantas coisas a serem observadas, vc se prende a tristeza...nenhuma dor pode ser tão grande(ou não deveria)mais elas passam, assim que vc pemitir que elas passem. E assim quem sabe vc volte a estar mais perto de si mesmo!

Bjusssss

karolina disse... @ 10 de janeiro de 2009 16:54

olhaaa! gostei. E esse desenho é vc quem fez? Muito bom, Cris.

gostei dessa parte:

"Tem horas que a melhor opção
é deixar o quebra cabeça como está
jogado num canto da sala
as peças ficam melhor fora do lugar"

Me fez lembrar dessa série q esta passando na globo, "Maysa". Rsrsrs

Te contei q acidentalmente excluí meu template Kkkkkkkkk sou tao azarada!

Meu abraço, tchau

Mi disse... @ 11 de janeiro de 2009 15:29

Chega de perder tempo
Basta de sangrar a vida
tivemos uma chance e não soubemos aproveitar
agora somos só mais uma promessa,
esquecida na madrugada
Só mais um sonho de amor,
enterrado nas areias do passado


:') adorei!

ederdbz disse... @ 11 de janeiro de 2009 23:08

to passando pra falar que indiquei seu blog para ganhar um MEME (é um tipo de selo para o blog). Entra no CINEMA E PIPOCA e leia as pequenas regras para ter o MEME.

Luciana disse... @ 13 de janeiro de 2009 23:05

Chega de perder tempo né?
Eu também estava sumida,mais estou de volta!
Lindo texto
Bjos

luzdeluma disse... @ 14 de janeiro de 2009 14:46

Oras, oras! Não sabia que também poetava! Parabéns!! Muito bom!! Beijus

Si disse... @ 14 de janeiro de 2009 17:43

oi Cris..lindo poema
to voltando aos poucos meu amigo querido
bjss

Caio Jj Cészar disse... @ 14 de janeiro de 2009 17:56

Bom saber que voltou, mais ainda que temos aqui uma bela descrição.

Parabens as quatro mãos que escreveram.

Esyath Barret disse... @ 16 de janeiro de 2009 22:09

Na verdade... eu penso que o passado é essencial... porque nos incita a melhorarmos no futuro... e no fundo... fazem de nós... quem somos... ou quem aspiramos ser...
Mas... também acho que remoer demais lembranças e amarguras... não leva a nada... o melhor... é ir tentando melhorar... mas ao mesmo tempo... seguir o curso da vida... mesmo que ele seja bem vagaroso...rs
FELIZ 2009!

Beijos (Des)conexos!

Bia e Luca disse... @ 17 de janeiro de 2009 00:05

"Tem horas que a melhor opção é deixar o quebra cabeça como está jogado num canto da sala as peças ficam melhor fora do lugar..." -Muito sábio. Depois que montamos o quebra-cabeça, percebe como perde a graça? Abração! Bia

JoAnInHa disse... @ 17 de janeiro de 2009 07:14

Desculpa a invasão,mas gostei mto do teu blog e nao pude deixar de comentar, parabens!
Este post esta fantastico...a imagem e linda e o texto tmb!

Beijinhos,continua =)

JoAnInHa disse... @ 19 de janeiro de 2009 13:56

lol claro que dou, com todo o gosto.
Apenas tens que me dar algum endereço ao qual eu possa enviar as informaçoes ou se preferires doute o meu contacto para adicionares! bjs e fico a espera de resposta!

karolina disse... @ 20 de janeiro de 2009 17:43

oi cris? tudo bem com vc? tranquilo? sereno?
te indiquei pra um meme q está no penúltimo post. fique a vontade pra aceitar ou recusar.
MEU ABRAÇO
até mais

Si disse... @ 21 de janeiro de 2009 15:45

oieee...ja to de volta ta?
saudade, bj

Oogie Boogie disse... @ 22 de janeiro de 2009 13:02

Grande Cris.
Faz tempo que eu num passava por aqui!
Tava suave nas férias... agora ta no seu final..

Cara, mandou muito bem...
"agora somos só mais uma promessa" ... FATO...
Parabéns, muito bom!

aquele abraço rapaz.

Tyellë disse... @ 22 de janeiro de 2009 20:40

Cris eu adoro quando vc escreve seus poemas, vc tem esse dom, e não foi um quase poema, a parceria resultou palavras lindas, ficou maravilhoso.

saudades
bjus

volte a soltar seus sentimentos na palavra,
quando conheci o Palavras ao vento me apaixonei pela forma que escrevia e descrevia o que sentia...continue sempre.

adoro vc

Anônimo disse... @ 17 de fevereiro de 2009 00:20

Lindo esse poema...

Liana Montenegro disse... @ 1 de novembro de 2009 22:46

OI! eU AMO SUAS POSTAGENS, OLHO TODOS OS DIAS, NÃO ME CANSO .
VOCÊ MERECE UM SELINHO, PARA CONTAMINAR DE ALEGRIA O NOSSO BLOG.PASSA LA NO MEU BLOG E PEGA: HTTP://MEUJARDIMINTERIOR.BLOGSPOT.COM/
pARABÉS. BJUS

Postar um comentário

...entre os catetos da hipotenusa e os versos do soneto...

Não limpe os pés antes de entrar...
Tire os sapatos e sinta-se a vontade!
A casa é sua, só peço um pouco de educação e que não venha simplesmente colar uma plaquinha com o seu endereço... No mais, liberdade de expressão é tudo oque há!
Obrigado pela visita e volte sempre, Será bem vindo :)
- Obs: favor deixar algum link (vale facebook, twitter...) ou email em que eu possa responder
- Obs 2: Se preferir, utilize o formulário para contato

 

Palavras ao Vento!

Versos, prosa e erros ortográficos, tudo em conflito!
Verbos se tornam pronomes e do adjetivo se faz um ser... Sob a brisa da madrugada, marés de ideias se colidem e formam Palavras (ao Vento). Se o resultado é bom ou não, só você pode dizer...

:banners:

Protected by Copyscape Duplicate Content Software

Socialize:

Add to Technorati Favorites Arts & Entertainment Blogs - Blog Catalog Blog Directory

Comentando..

Dose diária de poesia?