Palavras ao Vento

ano VIII ...entre os catetos da hipotenusa e os versos do soneto...

Em nome de Deus...

Publicado por Cristiano Nadai under , on segunda-feira, outubro 13, 2008

unidade_das_religioesNão nego ou afirmo a existência de Deus, para mim é algo que está além da minha compreensão e apenas não discuto. Pessoalmente diria que sou um "quase" ateu que em alguns momentos se apega ao Altíssimo como uma espécie de superstição, mas isso não vem ao caso.

O que me incomoda e posso criticar, é o uso que simples mortais como nós, fazem da fé do outro, do "próximo". Como a minha amiga Tyelle já discutiu, até quando continuarão à usar o nome dele para discriminar, matar? Houve mais mortes ditas em nome de Deus do que por Hitler, Napoleão & Cia...

Quando digo Deus, incluo todos os entes metafísicos que representem a nossa fé em algo superior. Quer melhor exemplo atualmente do que as organizações terroristas usando do islamismo para convencer pessoas a se transformarem em bombas ambulantes?

Se ele é invenção humana não sei, mas como todo produto popular é usado para manter & manipular o poder e tem uma turma cobrando por direitos de uso e propriedade. Nem me assustaria mais se encontrasse caixas eletrônicos dentro de determinadas igrejas...

Não estranhe se um dia você ouvir: Compre um cruzeiro com direito a passar a eterna temporada no céu por apenas 10% do seu salário. Oks, o dizimo para muitos é sagrado, mas alguns centros religiosos elevam ao absurdo³ a sua importância: Beira Mar pagou? Tem suíte no céu! aquela velhinha que realizava trabalhos voluntários na Ong não contribuiu para dar de comer aos netinhos? Passagem só de ida para o inferno. O que nos resta se até o outro mundo for comprado? Já não basta a força do capitalismo por aqui? rs

Enfim, como tudo nesse mundo, creio que o problema (ou a solução) não está nas religiões em si, mas sim no uso que nós fazemos dela...

Devidos créditos: Artigo escrito após ler no blog Rockspace a postagem Em nome de Deus (Sei, titulos iguais e tal, mas não tem nada de plágio, por sinal o poema dela ficou bem mais bonitinho do que esse texto meu =/)

22 deixaram suas marcas:

bat_trash disse... @ 13 de outubro de 2008 19:48

Com certeza, em nome de Deus comete-se tanto crime que Hitller passa a ser até matador de alugel de galinheiro.
Outra coisa que não engulo é como os Evangelicos se apoderam do nome de Jesus para tudo. É até questionável a conversão de algumas pessoas a religião Evangélica: o sujeito mata, rouba ou estrupra ou até comete esses crimes todos juntos, porém ao se batizar nas águas torna-se um servo do Senhor.
Aff...tenha santa paciência, né?

Bat Kiss.

Mi disse... @ 14 de outubro de 2008 00:52

Enfim, como tudo nesse mundo, creio que o problema (ou a solução) não está nas religiões em si, mas sim no uso que nós fazemos dela... essa sua frase resume a minha opinião... e pronto.


bjo te adoro
e feliz dia das crianças atrasado...

Grazielle disse... @ 14 de outubro de 2008 01:00

É Cris... Concordo em genero, número e grau. As pessoas aproveitam-se da fé alheia pra se dar bem em cima disso. E o pior que existem alienados que alimentam essa barbária...
uma pena!
:***

Gerly disse... @ 14 de outubro de 2008 01:07

O problema não está no uso que se faz da religião, mas no caráter das pessoas, q abusam o nome de "Deus" mas não permitem que Deus mude seu caráter. Assim como existem médicos, advogados, juízes, políticos, policiais e etc corruptos, na Igreja, como instituição, existem "crentes" corruptos que usam o nome de Deus em seu próprio benefício.
Eu não perco mais meu tempo julgando, mas seguindo a Bíblia, como verdadeira Palavra de Deus, e buscando estar numa comunidade onde pessoas de coração sincero e de fé desinteressada tenham o mesmo propósito.
Os maus imperam, sujam tudo, envergonham, corrompem, mas os bons ainda estão aí, e com eles podemos contar.
Acredito na Palavra que diz: "Cada um dará conta de si mesmo a Deus". Romanos 14:12.

Sinto pelos que envergonham o Evangelho, que "é o poder de Deus para salvação dos que crêem", e não palavra mágica que resolve todos os problemas em troca de dinheiro ou benefício próprio, ou para ser usada como meio de repressão ou qualquer outra coisa na qual os maus líderes a transformem.

Sinto muitíssimo!

Amo o meu Deus e busco conhecê-lo cada dia mais, sem me deixar enganar pelas doutrinas dos homens, mas guiar-me simplesmente pela Palavra de Deus.

Ótimo post! Dá pano pra manga! Mas cuidado para não incorrer no erro da generalização.

Beijoka!

Rodrigo disse... @ 14 de outubro de 2008 01:35

O engenheiro não dá palpite numa cirurgia. E o médico não dá palpite na construção de um edifício. O achismo não é base para nada. Temos que conhecer os dois lados da moeda.

Anônimo disse... @ 14 de outubro de 2008 09:51

Cris...tenho pena daqueles q se deixam induzir por esses tais "milagres" até acredito q eles existam sim, claro a depender da fé da pessoa, mas ver o povo dando seu dinheiro q já pouco pra essas "instituições" achando q vão ter seu belo ap de cobertura no reino do céu...fala serio neh?

Cris to me enrrolando toda pra deixarcoments aqui....Si - digitais de cada um
bjssss

André disse... @ 14 de outubro de 2008 11:21

Deus é a crença a coragem, o intuíto, a sabedoria, a conciência , a esperança.
E acreditar ou não vai de cada ser, mas eu acho que ateu memso ninguém é nem pode ser Cris.. pois sempre tem no que acreditar!
Abração ae amigo.
e que Deus nos abençõe.

aindaeu.zip.net

Talita Schneider disse... @ 14 de outubro de 2008 13:34

Concordo com o que você disse sobre o dízimo.Aqui na minha cidade,na nossa Paróquia,além de cobrarem da família inteira,querem que os catequizandos paguem um dízimo só deles.Daí,uma vez um padre falou:"Pais,deixem de dar um doce,ou um refrigerante,ou alguma roupinha para seus filhos,e dêem o dinheiro para seus filhos pagarem o dízimo deles".Cara,isso é o cúmulo.

ana. b disse... @ 14 de outubro de 2008 14:40

Ah, eu acredito em Deus e acho certo o dízimo. Por que? Bom, é um assunto muito profundo pra colocar dentro de um comentário. Posso dizer isso, já vivi muitas coisas que só se explica com a frase "Deus existe!". O dízimo? Antes de tudo é uma demonstraçao de fé. Não compro um lugar no céu, mas deixo um pedacinho dele dentro de mim. Isso me faz pensar que esse dinheiro não me fará falta. E não mudaria minha vida se conservasse ele dentro do bolso.

*Sobre o link: ahhhhhhhhhhhhhhhhhh! Vc reparou! Mas eu deixei assim justamente porque achei engraçado! Vc hein!!! Repara em tudo. ahahaha, não consigo parar de rir. Num estresso com essas coisas nao... Você riu quando viu?! Se a resposta foi sim, entao valeu a pena. Pra todos os casos eh "no ceu de quem ama"!

Ju disse... @ 15 de outubro de 2008 18:13

o verdadeiro problema está em nós
=)

Ana (Ou) Karolina disse... @ 15 de outubro de 2008 22:19

cris, passando pra responder bem rapidinho sua pergunta sobre o "é ana ou karolinaB"?. Na verdade é Ana Carolina. Mas fique a vontade, eu tive uma confusão com algumas contas de email e a coisa ficou meio confusa. Rsrsrs

Sobre opiniões disse... @ 16 de outubro de 2008 10:34

OI CRissssssssssssssssssss
então, ótima crítica
mas vê só... concordando plenemente, que faz as religiões é os homens, Deus seja em qual se acredite, é modificado devido a ignorancia da spessoas
bjos

Georgia disse... @ 16 de outubro de 2008 11:55

Cris, seu post está certíssimo. Em nome de Deus se fazem as maiores barbaridades. O culpam por tudo, continuamos ser Adoes, sempre temos um culpado na nossa frente e esse é Deus.

Tem gente comprando mesmo a passagem para o céu. Já no passado foi assim. Lembra dos 114 dogmas? Estamos precisando de um novo Lutero, isto sim.

Vim te agradecer. Pega lá o selinho e convida os seus amigos por aqui. Me ajude a propagá-la.

Abracos

Lorena Portela disse... @ 16 de outubro de 2008 18:51

é, é esquisita essa questão da morte, mas é o chato do homem faz tudo q pode para deturpar o q é bom!

Luciana disse... @ 16 de outubro de 2008 20:21

Pensei em comentar,daí pensei melhor e lembrei que futebol,religião e política não se discute.
Ah,não.Acho q não vou resistir rs
Vou falar só uma coisa.Não sei o q seria de mim sem a fé em Deus.Não consigo pensar como faria no momento de desespero,como não pedir a Deus o q se quer?(Vc percebeu né,sou um pouco,E SO UM POUCO egoísta)como não agradecer e Ele por tudo de bom que tem(Ta eu sei,vc vai dizer que trabalhou pra conseguir rsrs)
É assim que penso e agradeço a Deus por pensar assim.
Falei mais que uma coisa né?Desculpa tá,é que eu falo demais rsrs

Luciana disse... @ 16 de outubro de 2008 20:24

So mais uma coisa:EU AMOOOOOOOOOO essa música(Palavras ao vento)

• paloma disse... @ 16 de outubro de 2008 20:48

Sim, bem péssimo isso.
E o pior, é que a gente nao pode dizer 'é tal igreja que faz isso', porque praticamente quase todas exploram as pessoas de um jeito ou de outro.

Sou católica, vou na missa sempre, mas não largo dinheiro lá! Por que? porque eu acho que no vaticano já tem o suficiente. E é assim com todas as igrejas do mundo. São todas milionárias enquanto os fiéis se matam pra doar um pouco do que têm.


Isso sem falar nas mortes, que eu nao vou nem comentar. ¬¬'


Ótimo texto :}
eu tenho que começar a fazer uns bons assim
sodksopadopaskdpok

beijo :**

saia justa disse... @ 17 de outubro de 2008 05:45

Oi, bom dia!!!

Tudo bem com você?

Olha, vim te avisar que todos os participantes da blogagem Adocao, estao em novo blog criado para este assunto. Por favor, verifique se seu link está abrindo direitinho. Por favor, traga o selo também para cá, nos ajude a divulgar esse assunto super importante.
http://blog-blogagem.blogspot.com/

Te desejo um ótimo dia.

Abracos

Gabriele Fidalgo disse... @ 17 de outubro de 2008 12:11

Ai, é complicado. Concordo com você em grande parte.
Eu acredito em deus, mas não acredito nessa mania que alguns tem de falar que tudo é a vontade e culpa de Deus. Tipo: 'Não vou mudar. É assim que Deus quer.' Ai, faça-me o favor!

mas enfim. rs ótimo post, Cris.


Então, eu diria que o meu último post foi baseado numa história real e nesse vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=uHdNCHomHlU

depois me diz o que acha do clipe. :)

Mary West disse... @ 17 de outubro de 2008 17:17

Bah sou meio cética, meio ateu e meio agnostica. Naum sei, gosto de acreditar em uma força maior, mas tb gosto de me ver como meu proprio deus. Quem sabe um dia eu tb naum crie um planeta? :D

dácio jaegger disse... @ 17 de outubro de 2008 22:50

Tenho este costume de entrar na minha casa, tirar os sapatos e manter as meias. Que bom este lugar onde não usas meias palavras. Onde pode-se ouvir e refletir. Gostas e por isso aceitou o convite da Georgia para a Blogagem da Adoção. Agradeço a ajuda na divulgação e conto com sua palavra aqui. Bom fim de semana.

Cris Santos disse... @ 19 de outubro de 2008 23:04

Olá Rodrigo, obrigado pela visita!
Fiquei em duvida ao ler o seu comentario, não sei se entendi direito oque você quis dizer, mas como infelizmente não deixou um link/e-mail para contato, respondo por aqui mesmo... Desculpe se não compreendi a sua opinião, qualquer coisa me corrija.
Creio que cada um tem mais capacidade de lidar com a area em que se especializou, é obvio; eu particularmente não suporto os hospitais e não sei construir nem uma casa de cachorro direito. Mas se um engenheiro constroi um edificio sem os minimos cuidados tecnicos e depois de pouco tempo ele desaba matando várias pessoas ou se alguma pessoa compra um diploma de médico e sai por ai colocando vidas em perigo, entre tantas outras coisas do tipo, acho que sim, eu posso questiona-los...

Abraços!

Postar um comentário

...entre os catetos da hipotenusa e os versos do soneto...

Não limpe os pés antes de entrar...
Tire os sapatos e sinta-se a vontade!
A casa é sua, só peço um pouco de educação e que não venha simplesmente colar uma plaquinha com o seu endereço... No mais, liberdade de expressão é tudo oque há!
Obrigado pela visita e volte sempre, Será bem vindo :)
- Obs: favor deixar algum link (vale facebook, twitter...) ou email em que eu possa responder
- Obs 2: Se preferir, utilize o formulário para contato

 

Palavras ao Vento!

Versos, prosa e erros ortográficos, tudo em conflito!
Verbos se tornam pronomes e do adjetivo se faz um ser... Sob a brisa da madrugada, marés de ideias se colidem e formam Palavras (ao Vento). Se o resultado é bom ou não, só você pode dizer...

:banners:

Protected by Copyscape Duplicate Content Software

Socialize:

Add to Technorati Favorites Arts & Entertainment Blogs - Blog Catalog Blog Directory

Comentando..

Dose diária de poesia?