Palavras ao Vento

ano VIII ...entre os catetos da hipotenusa e os versos do soneto...

Paternidade

Publicado por Cristiano Nadai under , on sábado, agosto 09, 2008
 m_os_pai_e_filho_jpg
Como sempre sigo na contramão da humanidade... Sei que para algumas pessoas, pai é um inimigo que te abriga dentro da propria casa. O meu mesmo, tem horas que da vontade de caçar o mandato de chefe de familia das mãos dele, ele leva o cargo ao pé da letra...
Mas deixando o meu mundinho particular de lado e olhando para o planeta Brasilis, Existem quantas crianças sem registro paterno por aqui? Segundo a minha pesquisa no Grande Oráculo cerca de 30% das crianças brasileiras não tem a  filiação paternal reconhecida, li <aqui>
Não duvido da competencia das mães que assumem sozinhas a criação dos guris, nem vou dizer que seria melhor para a criança se fosse criada por um casal, apenas acho que é preciso ser um lixo para não reconhecer o proprio filho. Esses sim não merecem ter pai (e nem mãe) rs.
Feliz dia dos pais a todos, sei que é só mais uma datinha comercial inventada por um bando de capitalistas, eu sou meio anarco-comunista MAS, ainda não sei oque vou dar de presente para o velhinho... =/

9 deixaram suas marcas:

Cris Santos disse... @ 9 de agosto de 2008 17:49

Ah, o blogger in draft disponibilou uma nova opção para os formularios de comentarios! Pelo oque entendi, ficará parecido com o do Wordpress, porém, ainda esta em fase de testes e só hoje fui perceber que abria os comentarios já feitos, e só... não dava para comentar...
Se alguem tentou fazer algum comentario e não conseguiu, peço desculpas. Por enquanto voltamos para a velhae boa pop-up rs

Mandiiê disse... @ 9 de agosto de 2008 17:50

Nossa, aqui em casa nem é meu pai o mandão. Minha mãe ganha de qualquer um chefe de família, GARANTO-LHE.

Gosto de datas comerciais. Ajudam-nos a lembrar de pessoas que, do contrário, nunca ligaríamos. :/
É triste admitir, mas é verdade. Por estarem tão presentes...

BEIJOOO :*

PS: Pensei em comentar o quanto sou capitalista e adoro a Barbie, oMC Donald's e a Coca-Cola... Mas, pensando bem, que coisa desnecessária né?

HAHAHAHAHHAA.

Maíra disse... @ 9 de agosto de 2008 21:12

ois tudo bem? espero que sim...estou de volta no meu blog e espero que vc passe por lá...comprei chocolate deliciosos para o meu pai...bjs se cuidaa
mundo estranho esse não é mesmo??

Lais disse... @ 9 de agosto de 2008 21:45

Oiii, minha sala nem zoologico é, é o proprio Instituto Butantan...ahhh e eu sou uma pessoa aberta a novas experiencias rsrsrs..por isso que gosto de várias coisas, menos filosofia, pagode, axé, sertanejo e funk..kkk..e sobre Feliz ano Velho leia mesmo, é muuito bom...tem um post no blog falandomais detalhadamente sobre ele: http://icanfly.zip.net/arch2008-05-04_2008-05-10.html
E olha eu não fui a única que se apaixonou pelo Marcelo depois de ler o livro não....tem muuuita gente lá comunidade dele do orkut rsrs

beijo

Malaguetta disse... @ 9 de agosto de 2008 21:55

"tem horas que da vontade de caçar o mandato de chefe de familia das mãos dele, ele leva o cargo ao pé da letra..."

meu pai só me reconheceu como filha quando eu tinha 15 anos.
ele queria que minha mae abortasse e depois queria que eu fosse homem.
foram longos 15 anos de briga
hoje a gente se da bem

Bianca Rieth disse... @ 10 de agosto de 2008 19:56

Pois é, uma parcela não tem o registro paterno, e se não tiverão a "coragem" de assumir tal condição, não devem nem ser chamado de "pai". Mas isso não é somente válido pata quem não registra seus filhos, existe muitos "pais" que não fazem NADA de útil e que vá contribuir para a formação de um indivíduo - vulgo, pais que usam sexualmente seus filhos, e os etc de sempre, que é o que mais vemos hoje em dia, infelizmente - também não devem ser chamados e nem denominados pais.
Mas, claro, uma porcentagem honra esse mérito, dando educação, carinho, responsabilidade, e contribuindo para uma formação adulta, pois esse é o grande papel de uma família.

Como tu falaste, é uma data puramente comercial, mas é válida, não deixa de ser uma homenagem aos nossos pais.

beijos

biazinha disse... @ 10 de agosto de 2008 21:38

"tem horas que da vontade de caçar o mandato de chefe de familia das mãos dele, ele leva o cargo ao pé da letra..."
Sim, com certeza, ainda que entre tapas e beijos os pais são uma referência de vida e história, por pior que sejam.
Quem é pai é pai todo dia e não precisa de uma data especial.

Beijos.

disse... @ 12 de agosto de 2008 12:11

Aii eu amo meu paii e concordo que esses que não reconhecem os filhos não mereciam ter pai nem mae e nem ninguém]!

• paloma disse... @ 13 de agosto de 2008 09:34

Aai amigo, eu super-concordo contigo. É uma puta falta de responsabilidade não assumir o que fez, ainda mais quando o que se 'fez' foi uma vida. :/


Mas eu tenho certeza que a criança vai sentir falta de um pai sim. Por mais maravilhosa que seja a mãe, a presença paterna sempre faz falta. :~
Eu sei porque sou filha de pais separados. :/



E vacaria está a sua espera. Um dia que quiser conhecer uma cidade parecida com a sua, vá lá.
OSKOPSAOPDKAOPDKOPASKPOK


beijo
:***

Postar um comentário

...entre os catetos da hipotenusa e os versos do soneto...

Não limpe os pés antes de entrar...
Tire os sapatos e sinta-se a vontade!
A casa é sua, só peço um pouco de educação e que não venha simplesmente colar uma plaquinha com o seu endereço... No mais, liberdade de expressão é tudo oque há!
Obrigado pela visita e volte sempre, Será bem vindo :)
- Obs: favor deixar algum link (vale facebook, twitter...) ou email em que eu possa responder
- Obs 2: Se preferir, utilize o formulário para contato

 

Palavras ao Vento!

Versos, prosa e erros ortográficos, tudo em conflito!
Verbos se tornam pronomes e do adjetivo se faz um ser... Sob a brisa da madrugada, marés de ideias se colidem e formam Palavras (ao Vento). Se o resultado é bom ou não, só você pode dizer...

:banners:

Protected by Copyscape Duplicate Content Software

Socialize:

Add to Technorati Favorites Arts & Entertainment Blogs - Blog Catalog Blog Directory

Comentando..

Dose diária de poesia?