Palavras ao Vento

ano VIII ...entre os catetos da hipotenusa e os versos do soneto...

H2O

Publicado por Cristiano Nadai under on sábado, março 22, 2008
E jorge mais uma vez almadiçoa o seu avô...

Ao ver a ultima gota de agua cair da torneira, é o bastante, a sua impaciencia transborda. Ja não bastava a multa por ter esquecido de usar agua reciclada ao molhar seu jardim, foi só uma vez e custou tão caro. Mas melhor pagar em dinheiro do que tres anos na prisão.
Sempre achou que 500 litros mensais eram pouco para cinco pessoas, mas esse pouco era o muito que tinham, e olhando para o resto do mundo, poderia agradecer.
Mas ainda faltam 9 dias para o fim de março, e as crianças? A solução era vender alguma coisa e pedir socorro no mercado negro.
Tentando se distrair, liga a tv, e novidade... Mais uma guerra, o mundo (e suas reservas de H20) estava sendo dividido entre as grandes potencias: China, Eua, Alemanha... Até se esqueceu desde quando os americanos ocuparam o país, só via as marcas nas ruas, nas cidades e nas pessoas ainda em ruinas.
Definitivamente essa não era a melhor hora, mas ouve o seu pai ma sala, comtando para os netos uma de suas velhas lendas, de que quando era jovem, o barril de agua era mais barato do que o petroleo, e eles fingem que acreditam... Papo de velho, não custa nada faze-lo feliz.
Jura que se afogaria, se tivesse agua para isso. Por hoje não dava mais, se decompõe e desaba na cama, quem sabe à tarde as coisas mudam? Duvidava mas era preciso dormir... Tempos depois um barulho distante começa a crescer e a ficar cada vez mais perto. Assustado, acorda, olha no calendario e ve: 22 de março, dia internacional da agua... (enquanto isso a mangueira lava o carro e a calçada lá fora, e seu filho sai do banho e esquece o chuveiro ligado xD)
Em off - continuo ausente, sem net, sem tempo =/
No viva-voz - Uma feliz pascoa com sabor de chocolate e recheada com muita paz, amor e carinho à todos... Abraço apertado

21 deixaram suas marcas:

biazinha disse... @ 24 de março de 2008 00:12

Um belo miniconto para conscientizar as pessoas, pois muitas não acreditem, preservar a água é preservar a vida.
Hoje, o mau uso, aliado à crescente demanda pelo recurso, vem preocupando especialistas e autoridades no assunto, pelo evidente decréscimo da disponibilidade de água limpa em todo o planeta.
Cris, estou divulgando o trabalho de um poeta em meu bloguinho.
Passa lá depois, tá?

Kis and love.

^^

Grazielle disse... @ 24 de março de 2008 07:16

Adorei o texto. Conscientização sem balela...

Mto bom mesmo!

Anny disse... @ 24 de março de 2008 19:23

Um belo post para o dia internacional da água.

Si disse... @ 24 de março de 2008 19:54

e nosso bem maior esta escorrendo entre nossos dedos. é triste!
bjssss
SAudade

Cris disse... @ 25 de março de 2008 08:34

Caramba, Cris (tbm adoro esse nome..rs), que texto forte! Quiça todos nós pudéssemos exercer essa consciencia à partir de agora. Beijo grande!

MH disse... @ 26 de março de 2008 10:36

Parece ficção, mas sei não...um dia isso vai acontecer.
E vai porque continuamos a fazer coisas como lavar o quintal e empurrar o coco do cachorro com a agua da mangueira.
lamentavel.

Cin disse... @ 26 de março de 2008 11:47

Mto legal o conto que abordou esse tema tão sério e preocupante nos dias atuais.
Cris onde vc ta menino? vem dar im oizinho pra gente. Saudades!

Bjinhos!

Júnior Creed disse... @ 27 de março de 2008 10:22

Cris, seu texto me lembrou uma propaganda alerta que anda passando num canal a cabo sobre o desperdício de água do planeta. a vinheta é tão chocante que eu só consegui ver a 1a vez para entender o propósito, nas outras vezes eu mudo de canal ou baixo o volume da tv e não olho para a tela. fico me perguntando sobre o futuro do planeta terra que de fato fará valer o nome Terra, pq não haverá mais água. isso me deixa triste. um forte abraço, cara valente.

Srtª Amora disse... @ 28 de março de 2008 12:52

estranho... talvez por morar num verdadeiro manancial, eu não consigo dimensionar isso... mesmo tendo algumas secas fortes, decorrentes do aquecimento global... enfim, minha parte estou fazendo... procuro economizar água ao máximo. O texto ficou perfeito.

bjok!

p.s.:pode deixar, farei o recado fofo.

Verônica Martinelli disse... @ 29 de março de 2008 14:59

Sinceramente, essas não deveriam ser palavras ao vento, mas sim a tdas as nações!
Será que ainda dá tempo..será que existe mesmo tempo...será que ainda se tem sede.?

beijos.

biazinha disse... @ 1 de abril de 2008 04:08
Este comentário foi removido pelo autor.
biazinha disse... @ 1 de abril de 2008 04:10

Hey mocinho, vai lá pegar os 3 selos que dei pro seu cantinho,sendo que um deles é o mais importante pro nosso relacionamento: campanha da amizade...hahaha...eu babo por esses meus navegantes sem destino que saem pelo oceano jogando palavras ao vento!

Kiss and love.

biazinha disse... @ 1 de abril de 2008 04:10

(L)

HenriqueM disse... @ 4 de abril de 2008 12:38

As crianças sempre odeiam tomar banho. Pelo menos eu era assim.
Tão pequenas, nem imaginam que estão contribuindo para a economia de água.
Haha, ai, que ridículo iss que eu falei.
Hahaha.

Mas, falando sério sobre o texto, acho que isso não foi uma ficção. E sim uma previsão...
---
Atualizei hoje:
www.henriquem.blogspot.com

MH disse... @ 7 de abril de 2008 18:57

desistiu do blog???

biazinha disse... @ 7 de abril de 2008 21:52

Repassei selos pro seu blog, vai lá pegar e fazer suas indicações.

Beijos.

Pankwood disse... @ 8 de abril de 2008 02:17

Ainda bem que foi só um sonho. Espero que está realidade nunca venha a ser real.
Tem msn ?
Add ai, preciso fala com vc:
danilo_debiazi@hotmail.com

Maíra disse... @ 8 de abril de 2008 18:42

oiiis...nada como a realidade e imaginação se misturando bjs se cuidaa

Maíra disse... @ 8 de abril de 2008 18:43

só só queremos coisas boas nela...

Georgia disse... @ 9 de abril de 2008 15:51

Já morro de sede só de pensar.

Olha, vim te convidar para fazer parte da blogagem coletiva contra o analfabetismo no Brasil.
Esse é um assunto que incomoda todo mundo. A blogagem será dia 18 de abril. Qualquer coisa pode perguntar sobre a blogagem que eu te explico.

Valeu.

André Kaworu disse... @ 12 de abril de 2008 20:23

OLha.....agora quem sumiu foi vc....bom acho que estou vendo o nascimento de um ótimo contista(clichê total esse comentário) mas é verdade....parabéns o texto não destoa muito de uma triste, porém possível realidade, abraços e pra matar sua ansiedade publiquei a segunda parte....rs

Postar um comentário

...entre os catetos da hipotenusa e os versos do soneto...

Não limpe os pés antes de entrar...
Tire os sapatos e sinta-se a vontade!
A casa é sua, só peço um pouco de educação e que não venha simplesmente colar uma plaquinha com o seu endereço... No mais, liberdade de expressão é tudo oque há!
Obrigado pela visita e volte sempre, Será bem vindo :)
- Obs: favor deixar algum link (vale facebook, twitter...) ou email em que eu possa responder
- Obs 2: Se preferir, utilize o formulário para contato

 

Palavras ao Vento!

Versos, prosa e erros ortográficos, tudo em conflito!
Verbos se tornam pronomes e do adjetivo se faz um ser... Sob a brisa da madrugada, marés de ideias se colidem e formam Palavras (ao Vento). Se o resultado é bom ou não, só você pode dizer...

:banners:

Protected by Copyscape Duplicate Content Software

Socialize:

Add to Technorati Favorites Arts & Entertainment Blogs - Blog Catalog Blog Directory

Comentando..

Dose diária de poesia?