Palavras ao Vento

ano VIII ...entre os catetos da hipotenusa e os versos do soneto...

Um solitario qualquer

Publicado por Cristiano Nadai under , on segunda-feira, fevereiro 25, 2008
Porque insistem em apagar a luz?
É a pergunta que sempre faz ao caminhar pelo prédio. Pão duro e realmente sem grana, só podia pagar pela pensão de quinta, mas o pior sempre foi agüentar dona Silvia... Senhora já de idade e às vezes bem humorada (só em 29 de fevereiro), implicava com a hora em que chegava, com o tempo que demora no banho e quando liga o velho radio para ouvir os seus discos (não era cd!). Beatles foram o seu melhor calmante até hoje.
Falar em calma, faz um tempo que ela lhe custa caro, para a felicidade do seu Jorge, dono de um bar lá na Rua América. Sempre disse que essa não era a melhor escolha, mas ele apenas se cala e pede outra dose...
Garrafas de álcool para preencher uma alma vazia, na verdade não é bem assim, seu coração transborda, mas o vinho é cinza e amargo.
Tantas paixões guardadas só para si mesmo, seu medo fez a vida mais cheia de idas e despedidas do que bom dias, os sonhos de rock’n roll largados como qualquer violonista frustrado, que hoje se contenta em limpar o chão de uma garagem. E com o tempo como isso pesa na gente =/.
40 anos e em conflito com o espelho, sente falta até das lagrimas que mesmo sozinho não consegue ter. Nunca foi de sonhar muito, mas nada como o que não temos, para nos trazer tanta saudade...

Em off - confesso que ainda não sei escrever contos
On-line - Não deixe de ler o post abaixo sobre a
Campanha Contra o Plagio na Blogosfera. Participe!

6 deixaram suas marcas:

Camila Libanori disse... @ 25 de fevereiro de 2008 11:56

Ta legal o conto, é só praticar conto mais escrever melhor vão ficando!

E em relação a campanha contra o plagio bem legal o que você escreveu!

bjO!

Maria disse... @ 25 de fevereiro de 2008 12:42
Este comentário foi removido pelo autor.
Cin disse... @ 25 de fevereiro de 2008 16:35

Imagina então quando vc souber...adorei Cris, vc tem o dom d emocionar com as palavras.
Bjos e linda semana!

Camila Libanori disse... @ 26 de fevereiro de 2008 10:41

Que bom que voltou!
e é verdade 70 anos de casados!
Isso vai além de amor tem compreensão e respeito para se viver tanto tempo junto!
BjO!

Mandiiiê disse... @ 26 de fevereiro de 2008 18:58

Daqui a pouco volto pra ler seu post mesmo.
Por quê você não apertou simplesmente o PLAY do player que coloquei no post?
Não dá daí? :/


um beijoo!

Grazy disse... @ 27 de fevereiro de 2008 07:56

Oii..
estes ultimos dias eu refleti mto no que vc disse sobre o orkut e é verdade..

sabe lás as pessoas são preocupadas em vender mesmo as suas imagens e se esquecem que a imagem sem o conteúdo não é nada..
Aquii encontramos um bem maior que é a dádiva de Deus que é o ser humano em sua essencia, sua vida seus sentimentos..
fico relmente mto feliz em ao longo dos dias encontarr pessoas como vc que fazem o dia ser mais feliz e as palavras mais do que enfeites.
e sim sentimentos puros...

bjus

Postar um comentário

...entre os catetos da hipotenusa e os versos do soneto...

Não limpe os pés antes de entrar...
Tire os sapatos e sinta-se a vontade!
A casa é sua, só peço um pouco de educação e que não venha simplesmente colar uma plaquinha com o seu endereço... No mais, liberdade de expressão é tudo oque há!
Obrigado pela visita e volte sempre, Será bem vindo :)
- Obs: favor deixar algum link (vale facebook, twitter...) ou email em que eu possa responder
- Obs 2: Se preferir, utilize o formulário para contato

 

Palavras ao Vento!

Versos, prosa e erros ortográficos, tudo em conflito!
Verbos se tornam pronomes e do adjetivo se faz um ser... Sob a brisa da madrugada, marés de ideias se colidem e formam Palavras (ao Vento). Se o resultado é bom ou não, só você pode dizer...

:banners:

Protected by Copyscape Duplicate Content Software

Socialize:

Add to Technorati Favorites Arts & Entertainment Blogs - Blog Catalog Blog Directory

Comentando..

Dose diária de poesia?