Palavras ao Vento

ano VIII ...entre os catetos da hipotenusa e os versos do soneto...

Deixa o tempo passar ...

Publicado por Cristiano Nadai under on sexta-feira, outubro 12, 2007
Nos prometemos todo o infinito, não cumprimos, só nos magoamos
a vida prega peças e caímos, como cegos em armadilhas,
q nos mesmos montamos envoltos, pelo nosso impulso
de transformar tudo em posse domínio, eu não sou sua propriedade
mas cai no erro de sonhar, me envolvi e perdi o chão
ao perceber que tudo oque eu queria, se perdia de minhas mãos
nós montamos um contrato de ágape, mas nenhum dos dois assinou
Deixa o tempo passar, que ele se encarrega de trazer a paz
Deixa o tempo passar, que um dia tudo volta a ter lugar
Me vejo no espelho e não me reconheço assim, tão só
meus olhos marcados e vermelhos são a resposta que eu dou a você
Eu quis crer que tudo fosse verdade, me enganei, só restou o medo
de nunca te alcançar, não ser o alvo dos seus desejos
O presente pra mim, é apenas a visão de uma confusa miragem
no deserto das multidões, a ansiedade me faz ver sua imagem
Deixa o tempo passar, que ele se encarrega de trazer a paz
Deixa o tempo passar, que um dia tudo volta a ter lugar
E prometo que vou te esperar, até quando esse sono passar
e eu abrir os olhos e ver, que o sol ainda esta a brilhar
que faz renascer a vida sozinho, todos esses dias
sei que essa dor não é eterna, mas se torna eterna enquanto dura

0 deixaram suas marcas:

Postar um comentário

...entre os catetos da hipotenusa e os versos do soneto...

Não limpe os pés antes de entrar...
Tire os sapatos e sinta-se a vontade!
A casa é sua, só peço um pouco de educação e que não venha simplesmente colar uma plaquinha com o seu endereço... No mais, liberdade de expressão é tudo oque há!
Obrigado pela visita e volte sempre, Será bem vindo :)
- Obs: favor deixar algum link (vale facebook, twitter...) ou email em que eu possa responder
- Obs 2: Se preferir, utilize o formulário para contato

 

Palavras ao Vento!

Versos, prosa e erros ortográficos, tudo em conflito!
Verbos se tornam pronomes e do adjetivo se faz um ser... Sob a brisa da madrugada, marés de ideias se colidem e formam Palavras (ao Vento). Se o resultado é bom ou não, só você pode dizer...

:banners:

Protected by Copyscape Duplicate Content Software

Socialize:

Add to Technorati Favorites Arts & Entertainment Blogs - Blog Catalog Blog Directory

Comentando..

Dose diária de poesia?