Palavras ao Vento

ano XI ...entre os catetos da hipotenusa e os versos do soneto...

Ofuscado

Publicado por Cristiano Nadai under on quinta-feira, junho 28, 2018

Há alguma poeira nessas arteiras
Há sonhos embaixo desses recortes
De jornais velhos...

Há algo mais do que planos de rotina
Ofuscado por códigos de barras
Prazos de validade e contas a vencer

Há um tanto mais do que se mostra
Mas que ainda faz parte
Desse tudo que se é.

(Cristiano Nadai)

Em off: Oi 2018! :P
Em off 2: Ainda há vida entre os blogs?

Feliz ano novo!! 2018 seja bem vindo!

Publicado por Cristiano Nadai under on domingo, dezembro 31, 2017

Fiquei imaginando um milhão de versos, 365 resoluções e uma multidão de palavras que só garantiriam um início de ano entendiante... Stop! O mundo não vai ser resetado numa madrugada, nem o destino será mais bonzinho com você num passe de mágica. Não, ninguém irá se iludir aqui.
Mas, apesar dos hematomas e todos os danos, 2017 foi um ano que rendeu uma porrada de aprendizado para todos nós. E isso é uma grande diferença: iniciamos 2018 umas 365 vezes mais preparados para revidar os golpes, lutar e fazer o nosso melhor. E apesar do caos, teve sim poesia e muita coisa boa, é uma questão de observar. A beleza também floresce (e se renova) na desordem.
Talvez, para alguns, o grito ao final de dezembro esteja mais para "eu sobrevivi, caral##", do que para um feliz ano novo, mas veja bem: isso já é muito! E para outros tantos há milhares de razões pelo o que ser grato... De todo jeito, não importa, 2018 será um ano melhor! Não por superstição ou algo do gênero, mas por que acredito  que evoluimos, ao menos os que se permitiram isso.

Obrigado a todos que estiveram ao meu lado e fizeram parte desse aprendizado. Feliz ano novo para nós!!

(Cristiano Nadai)

O que os avisos em placas não nos contam sobre o amor

Publicado por Cristiano Nadai under on quarta-feira, outubro 25, 2017

Moça, não vamos mais torcer por esquinas e retornos
Não vamos procurar por quem queira ficar ao nosso lado
Em terreno estável e rotineiro
E nos faça procurar um porto para ancorar
Moça, mais do que histórias por contar
Sonhamos em escreve-las...
Então lance mão de seus mapas,
Esqueça o gps e as prestações atrasadas
Nesse banco do coração
Encontre alguém que queira se lançar
Sem rumo certo, sem destino prévio
Mas que vá trilhando passos, seguindo em frente
Conhecendo as belezas do caminho
Olhando a vida pelo mesmo ângulo
Que esses teus olhos tão vivos
E que seja alguém disposto
A ir aprendendo com a estrada
O que os avisos em placas
Não nos contam sobre o amor
Se quiser, lhe conto por onde vou...

(Cristiano Nadai)

Eu não sei jogar

Publicado por Cristiano Nadai under on domingo, outubro 15, 2017

Eu não sei jogar...
Se você tentar se afastar
É o que vai conseguir,
Não trago cartas na manga
Tampouco sou bom em estratégias
Apenas te deixo livre

Se quiser se aproximar
Te dou meu número e endereço
Talvez a gente possa conversar
Mas se espera do amor um jogo
Esqueça...
Nem precisa me chamar.

(Cristiano Nadai)

Em off: Se for pra jogar, prefiro num cassino em Las Vegas. Pelo menos seria divertido :P

Eu não sou teu ontem

Publicado por Cristiano Nadai under on quarta-feira, outubro 04, 2017

Eu não sou teu ontem...
Sei que há, cortes do passado
marcando tuas asas
A maquiagem está um pouco borrada
de lágrimas, que ninguém mereceu

Eu não sou teu ontem...
Deixe o retrovisor de lado
ele não tem o que contar sobre nós
Não podemos ser condenados
por pecados que não foram meus e seus

Eu não sou teu ontem...
Entendo todo o cuidado
Mas se teu coração quiser
Se a nossa sorte vier
Posso ser teu hoje e também o amanhã.

Em off: Postagem ainda em amadurecimento, talvez ainda volte para fazer algumas correções e maquiagens. Mas a essência da mensagem é essa :)

Redenção

Publicado por Cristiano Nadai under on quarta-feira, setembro 27, 2017


[Redenção]

Alguém precisa encontrar
A poesia nesse caos
Escrever versos
Nas linhas do asfalto
E pintar um jardim colorido
Em cima desses muros cinzas...

A redenção vem na última gota de beleza
Antes que toda luz acabe.

(Cristiano Nadai)


Em off: Acabei de me dar conta que esse espaço sobrevive há 10 anos. Me parece um ótimo motivo para que volte à vida.

Carta para você

Publicado por Cristiano Nadai under on sexta-feira, julho 07, 2017

Esqueça o que dizem os comerciais e revistas
Você é linda e o mundo ainda tem jeito
Não é preciso que você seja perfeita
Mas é necessário que aprenda com os erros

Por um dia melhor, se há receita
Tem um pouco destes teus olhos
Com esse brilho tão bonito
E essa mania estranha de enxergar com amor
A bela grandeza de coisas pequenas

Talvez nada saia como o planejado
A vida é feita de surpresas
Mas mesmo assim não pense que foi errado
Tudo tem o seu tempo...
E para existir colheita, é preciso ter semeado

Que não perca a beleza dos dias de sol
Mas continue reservando algum tempo
Entre as madrugadas e tardes nubladas
Para se cuidar e ficar só...

Precisamos escutar nossos silêncios
E aprender um pouco mais sobre nós
Mas não se esqueça,
Nunca se aprende muito
Estando sempre sozinho.

(Cristiano Nadai)

Em off: Talvez peque pelo otimismo barato. E talvez esse seja um dos erros mais raros por aqui... Pensando bem, errar mais pode ser um acerto!

Eustória

Publicado por Cristiano Nadai under on terça-feira, julho 26, 2016

Olhe todas as cenas
Parece que algo se repete nessas janelas
Quem são os atores?
Quem escreve esses roteiros?
Tampouco sei dizer...

Pegue uma pipoca...
Acho que posso prever a próxima fala
Essa mesma escolha já deu errado
Num capítulo semana passada
Mas quem? Quando? Por que?

Não temos muito tempo pra prestar atenção
É só repetir os passos
O resto segue no automático
Mas quanto tempo deve durar em cartaz?
Isso ninguém sabe...
É o imprevisível desse roteiro.

(Nem parece que se trata
Da história de nós mesmos)

/Cristiano Nadai.

Em off: Oi! Alguém vivo aí depois de tanto tempo?

 

Palavras ao Vento!

Versos, prosa e erros ortográficos, tudo em conflito!
Verbos se tornam pronomes e do adjetivo se faz um ser... Sob a brisa da madrugada, marés de ideias se colidem e formam Palavras (ao Vento). Sobre o resultado, só você pode dizer...

:banners:

Protected by Copyscape Duplicate Content Software
Protected by Copyscape

Aviso aos navegantes!

Uma pequena observação: esse espaço contém opiniões pessoais, visões e considerações de uns dez anos atrás, às vezes até mais, então sempre considere que como um bom pokemon nós podemos evoluir sempre e se for o caso, questione antes de julgar. Paz e amor a todos!

Direitos?

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Socialize:

Passaram por aqui...

Deixaram suas marcas...

Ultimas postagens por aqui...

Dose diária de poesia?

Google+ Followers